Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ADR Barreiros - Velhas Guardas

Associação Desportiva e Recreativa de Barreiros - LEIRIA

Guardado estava o bocado

Sábado, 23 de Maio de 2009

Campo do CR Carvide - Carvide

 

                               CRC CARVIDE - 2 X  ADR BARREIROS - 4  (1-1 int.)

 

ADRB - Fernando; Jaime Alexandre, Paulo Alves, Horácio e Armindo (cap.); Zé Luís, Mónica, Vítor Hugo e Roleiro; Cesário e Rui Góis

Sup. utilizados - Marco, Vítor Roleiro, Jaime, Cláudio, Miguel

Treinadores - João Novo

Delegado - Carlitos

 

          Golos: Jaime Alexandre (pen.), Miguel, Vítor Roleiro e Jaime

 

Foi preciso esperar pelo último jogo da época para a equipa descobrir a sua veia goleadora (e ainda desperdiçámos um penaltie) atingindo, pela primeira vez em dois anos, a marca de quatro golos num jogo.

As dimensões do campo proporcionam situações constantes de perigo junto das balizas e nesse aspecto acabámos por ser mais eficazes que o adversário.

Logo na jogada de saída permitimos uma aproximação perigosa e se a coisa não deu em golo à primeira, deu logo de seguida na sequência de um canto.

Uma boa reacção permitiu-nos chegar ao empate, com o especialista a deixar a sua marca a partir dos 11 metros.

Começo de 2.ª parte e mais um golo madrugador. Miguel, relegado para ponta de lança devido ao excesso de mão de obra para o galinheiro, pára a bola de costas para a baliza, roda e desvia (terá sido mesmo assim ou é imaginação do cronista?).

Permitimos o empate, num lançamento longo, com a nossa dupla de centrais a prolongar o pingue pongue até às tantas da matina (ias tu, ... vou eu, ... vem o Marco).

Bem perto do final, e com oportunidades repartidas, acabámos por ser mais felizes. Vitinha, depois de uma jogada de insistência, faz o 2-3 e, logo de seguida ... o golo da época (ai de quem duvidar!!!).

Mais um bom desempenho do nosso Mourinho. Deixou no banco os melhores, aldrabou que se fartou nas mexidas que fez, mas o pacto com a santa continua. Que Deus lhe prolongue, por muitos e belos anos, a lesão no pé.

Bela terceira parte com os nossos anfitriões a merecerem nota alta.

Quarta parte bem concorrida, apesar do fresquinho da noite. Reunião proveitosa com decisões a precisarem de homologação oficial.