Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ADR Barreiros - Velhas Guardas

Associação Desportiva e Recreativa de Barreiros - LEIRIA

Ai as forças!

Quem dá o que tem ...


Não adianta tentar contrariar o relógio biológico. Isto de jogar de oito em oito dias parece já não ser para nós. Pelo menos para alguns que necessitam de maior margem para preparar a máquina para novo esforço (e nova pausa ...).

Como se já não bastasse o esforço acumulado, os recursos para sábado passado também minguaram um pouco em relação aos jogos anteriores.

Nada disto serve, no entanto, para tirar mérito à vitória dos nossos vizinhos que, ao apresentarem o seu melhor onze nos dominaram por completo durante toda a 1.ª parte.

Curiosamente a história do jogo até podia começar a escrever-se de forma bem diferente se aquele rapazinho que responde pelas iniciais de "JP" não se deixasse deslumbrar perante tamanha fartura e não desbaratasse uma oportunidade de golo cantado, tinha o jogo começado há escassos segundos.

E, se logo depois, o nosso cada vez mais jovem capitão tem servido quem devia em vez de tentar o lado cego da baliza.

Depois veio o maior (muito maior) poderio físico dos da casa e o sentido de jogo começou a entornar para a baliza de baixo. Por duas vezes marcaram, embora se deva dizer que nenhum dos golos mereceria lugar de destaque num concurso de beleza.

Para a segunda parte os nossos anfitriões aligeiraram no onze o que nos permitiu discutir mais o jogo. Reduzimos, ao que parece de maneira pouco estética, também (o cronista/fotógrafo só viu o golo pelo olho da máquina, como adiante se verá) e ainda rondámos o empate, antes de, agora sim com um golo a sério, nos vermos de novo a dois golos de distância.

Roleiro, o autor do golo, conseguiu a inédita proeza de marcar em três jogos consecutivos, feito que dificilmente será repetido (por ele ou por outro qualquer) nos próximos vinte anos.

Até final desperdiçámos oportunidades claras para reduzir. Marco, a arma secreta, desta vez não fez jus ao nome e preferiu acertar no poste ... a um metro da baliza.

Acabámos com dez, mais espremidos que um limão, com jogadores a reentrarem depois de "feitos" para o banho.

Mais um jogo, mais uma bela jornada de fraterno convívio selada com o inevitável frente a frente à mesa. Que se repita, por muitos e bons anos! 

 

Sábado, 15 de Janeiro de 2011

Campo de Jogos do CRC 22 de Junho - Amor

                          

                    CRC 22 de JUNHO - 3  X  ADR BARREIROS - 1  (2-0 int.)

ADRB - Fernando; Claudino, Horácio, Paulo Alves e Armindo; J. Pires, Rodrigo, Jaime e Cesário; Bruno e Roleiro

tb jogaram - Nélson, Vítor Hugo, Norberto, Rui Góis e Marco

Treinador - Vitinha

Delegado - Carlitos 

 

Golo - Roleiro (2-1)

 

 Gooooolo 99 da história da VG

(ou o sentido de oportunidade do fotógrafo, já como jogador ...)

 

É verdade, aqueles dois passarinhos de azul conseguiram ... não marcar